Idade crítica para aquisição da linguagem

Ana Paula Santana

Resumo


Neste trabalho, discuto o que tem sido considerado para a sustentação da tese de período crítico para a aquisição da linguagem. De modo geral, têm sido considerados aspectos isolados, e o cerne da questão seria apenas a maturação cerebral. Procuro levar em conta, para essa discussão, a plasticidade cerebral, os aspectos interativos do sujeito, seu contexto social e a organização cerebral como diretamente relacionada às práticas socioculturais. Se nenhum desses aspectos tem sido levado em conta nessa discussão, não há como concordar com o postulado de um período crítico rígido e definido por critérios unicamente quantitativos e endógenos para explicar a aquisição da linguagem.

Palavras-chave


idade crítica; aquisição da linguagem

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.