A censura e o uso dos prazeres: comunicação sob constrição

Mayra Rodrigues Gomes

Resumo


O presente artigo traz reflexões sobre os resultados parciais do trabalho de pesquisa desenvolvido em relação às expressões censuradas em peças teatrais, a partir do arquivo Miroel Silveira, que contém os processos de censura ao teatro, de 1925 a 1968. No presente estágio da pesquisa, foi possível constatar que a censura privilegiou termos relacionados à condução do corpo — exposição, gestos, trajes, sexualidade —, de um ponto de vista moral. Tornou-se necessário, portanto, um esforço para abarcar motivos e implicações desse tipo de intervenção, esforço aqui apresentado.

Palavras-chave


censura; prazeres; corpos; disciplina; funcionalidade

Texto completo:

PDF