A fotografia e as representações

Ronaldo Entler

Resumo


Buscamos compreender o modo como o corte fotográfico codifica o “espaço”, mas menosprezamos o “tempo” considerando-o uma variável que é simplesmente aniquilada nesse processo. Podemos, no entanto, resgatar estratégias que ainda permitem à fotografia construir uma referência ao tempo e ao movimento, mesmo que resulte numa imagem fixa. Chegamos então a três possibilidades de representação do tempo na fotografia: a) um “tempo inscrito” na imagem sob a forma de um borrão, uma tradução espacial contínua deixada pela exposição de um objeto ao longo de uma duração de tempo; b) um “tempo denegado”, a percepção do tempo denunciada pelo modo forçoso como o movimento é paralisado no instantâneo; c) um “tempo decomposto”, o fracionamento de suas etapas num conjunto de imagens distintas que podem compor uma obra fotográfica.

Palavras-chave


photography; art, representation; time; movement

Texto completo:

PDF