Por uma outra classificação:gêneros discursivos jornalísticos e gêneros discursivos jornálicos.

Lia Seixas

Resumo


Este artigo representa nossa tese de doutorado, para a qual o gênero jornalístico é uma enunciação relativamente estável, ao invés de enunciado relativamente estável, no dizer de Bakhtin. O gênero do jornalismo de atualidade se constitui nas combinações regulares de quatro elementos principais: 1) a lógica enunciativa; 2) a força argumentativa; 3) a identidade discursiva e 4) o mídium. Segundo as competências empregadas pelos sujeitos comunicantes, sugerimos repensar a divisão entre gêneros discursivos jornalísticos e gêneros discursivos jornálicos. Fundamentada na formação discursiva de Foucault, na análise do discurso (Charaudeau e Maingueneau) e na pragmática da comunicação (Austin, Searle), a pesquisa partiu das ocorrências (acontecimentos jornalísticos) e das condições extralinguísticas (condições de produção com entrevistas) em direção à compreensão da relação entre discurso e realidade. A tese analisou sistematicamente composições discursivas de seis veículos impressos e digitais de uma empresa brasileira (Grupo Folha da Manhã S.A.), uma espanhola (RCS MediaGroup, maior acionista do El Mundo) e uma francesa (Le Monde S.A.).

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM