Para uma leitura semiótica das teorias de framing: reinterpretando o enquadramento com base na categoria peirceana de terceiridade

Anabela Gradim

Resumo


Explorar a peculiaridade semiótica das teorias de framing, questionando simultaneamente novos enquadramentos para a história da semiótica e do seu campo é o propósito deste estudo. As pesquisas sobre framing, muito profícuas na análise jornalística e na crítica mediática, têm uma origem multifacetada que o trabalho examina, procurando inserir uma nova linha nessa genealogia, particularmente descurada, e que tem a ver com o trabalho da semiótica como instrumento hermenêutico de criação de sentido. As categorias peirceanas são apresentadas como método que permite explicitar os mecanismos de enquadramento ou frames latentes nos seus produtores, no texto mediático, e na recepção pela audiência, perspectivando-se a terceiridade como elemento criador de regras ou habitus interpretativos, que identi caremos com o framing nas narrativas, e como paradigma integrador capaz de superar a fragmentação do campo e das suas origens. 


Palavras-chave


semiótica; framing; Peirce.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM