Mudar para permanecer o mesmo: marcas de um discurso de autolegitimação jornalística na história

Bruno Souza Leal, Nuno Manna, Phellipy Jácome

Resumo


Este artigo busca caracterizar indícios do discurso de autolegitimação de mídias informativas e as relações que ele estabelece com a historicidade e demais dimensões temporais presentes no jornalismo. Nesse esforço de caracterização, recupera-se um conjunto de falas institucionais de agentes jornalísticos brasileiros sobre si mesmos, especialmente aquelas vinculadas às reformas editoriais de jornais diários impressos na chamada modernização da imprensa. Tal como em outros textos de caráter normativo, percebemos uma simplificação da historicidade dos fenômenos jornalísticos, na medida em que esse discurso se baseia na (re) afirmação dos mesmos valores e princípios na história. 


Palavras-chave


Jornalismo; Historicidade; Discurso de Autolegitimação

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM