Ruminações do contemporâneo e a suavidade no tempo de digestão

Thiago Siqueira Venanzoni

Resumo


O livro de Maria Cristina Franco Ferraz propõe modos de escape à dispersão do presente a partir de uma nova instauração da cultura letrada. Diante dessa questão central, o que a obra busca é uma ruminação do contemporâneo e não apenas o seu consumo imediato, ou, uma suavidade digestiva em torno da multiplicidade produtiva. Em vez de um cérebro para dar conta de todos os afetos, vários estômagos para absorver o alimento do presente. 


Palavras-chave


ruminações, contemporâneo; suavidade; digestão; cultura letrada

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM