A fotografia entre a loucura e a sensatez

Márcia Rodrigues da Costa

Resumo


A obra dedica-se essencialmente à dialética barthesiana sobre a loucura e a sensatez da fotografia, em uma incursão pelo punctum e pelo studium. Para entender o lado profano-afetivo-poético da fotografia, o autor recorre às tradições gregas. Além da relação com a mitologia, Fontanari explica a relação que Barthes traça entre a fotogra a e a poesia, especificamente o haicai, que, como o puctum, evoca o silêncio e a plenitude, cessando o barulho da técnica, da realidade, em direção à “consciência afetiva”, nas palavras de Barthes. O livro é um tributo ao percurso da imagem codificada para a não codi cada, uma poética do afeto, do inexpressável. 


Palavras-chave


Barthes; fotografia; câmera clara; haicai; mito.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM