Diversidade não é igual a pluralidade – Proposta de categorização das fontes no radiojornalismo

Marcelo Kischinhevsky, Luãn Chagas

Resumo


A partir de estudo exploratório que tem como corpus 25 horas de programação da rádio BandNews FM do Rio de Janeiro, propõem-se uma nova categorização de fontes jornalísticas. No percurso, discute-se a diferença entre os conceitos de diversidade e pluralidade, considerados basilares para o jornalismo e para a própria noção de democracia, num contexto de crescente precarização das condições de trabalho e a imposição de um perfil multitarefa aos jornalistas de rádio. Os dados expõem uma série de condicionantes na busca do ideal de diversificação das vozes no dial e a prevalência de fontes cada vez mais profissionalizadas.

Palavras-chave


Jornalismo; Rádio; Fontes; Diversidade; Pluralidade

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM