Por que aposentados retornam ao trabalho? O papel dos fatores psicossociais

Hilma Tereza Tôrres Khoury, Adalcimira de Jesus Cista Ferreira, Revan Araújo de Souza, Albia Pinheiro de Matos, Sergio Barbagelata-Góes

Resumo


A proporção de aposentados brasileiros economicamente ativos/ocupados ultrapassa 30% (IBGE/PNAD). A literatura costuma atribuir o fenômeno à busca por aumento da renda. A psicologia do trabalho argumenta que há outras razões, quiçá mais importantes que o dinheiro. Investigou-se a influência de fatores psicossociais na decisão de retornar ao trabalho em 217 aposentados (140 Homens; 77 Mulheres) entre 40 e 82 anos. Os resultados apontam a necessidade de se sentir produtivo como principal razão e oferecem apoio à literatura que advoga a importância do trabalho para a constituição da identidade.

Palavras-chave


Aposentadoria; Retorno ao trabalho; Psicologia do trabalho

Texto completo:

PDF (English) PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2010v13i1p%25p

Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.