As desigualdades de mobilidade nas periferias da Região Metropolitana de Belo Horizonte: um estudo das atividades de comércio, lazer e saúde

Autores

  • Eugênia Dória Viana Cerqueira Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne

Palavras-chave:

mobilidade, desigualdades, periferias urbanas, Belo Horizonte

Resumo

Se as periferias das cidades latino-americanas foram historicamente caracterizadas por significativas desigualdades de mobilidade, hoje em dia se constata uma reestruturação dos deslocamentos dos indivíduos. O presente artigo visa a analisar as desigualdades de mobilidade às quais os habitantes das periferias da Região Metropolitana de Belo Horizonte são submetidos, procurando-se compreender como as recentes transformações das periferias urbanas contribuíram com a reestruturação dos comportamentos de mobilidade quotidiana. Para tanto, são associadas análise quantitativa, baseada na pesquisa de origem e destino, e entrevistas qualitativas realizadas com os habitantes das periferias, através das quais propõe-se identificar as principais estratégias de mobilidade dos moradores dos espaços em questão.

Biografia do Autor

Eugênia Dória Viana Cerqueira, Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne

  • Mestre em Urbanismo e Planejamento pela Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne.
  • Doutoranda em Urbanismo pela Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne/Université Paris 7 Diderot e pela Universidade Federal de Minas Gerais.
  • Pesquisadora da Unité Mixte de Recherche Géographie-Cités.

 

Downloads

Publicado

2018-04-16