Ativismos e insurgências no Largo da Batata em São Paulo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/2236-9996.2022-5504

Palavras-chave:

ativismos, movimentos locais, comuns urbanos, espaço público

Resumo

No Largo da Batata em São Paulo, a ação comunitária abriu espaço para o fortalecimento de oportunidades colaborativas dentro do cenário de ampliação da infraestrutura urbana e da produção do espaço público, no contexto de intervenções da Operação Urbana Consorciada Faria Lima. O impacto das intervenções e remoções colaborou para um esvaziamento de significado do local. O presente artigo analisa a emergência de um novo capital social, que ocorreu por meio de diferentes ações promovidas por coletivos e associativismos. A pesquisa adota o método exploratório, que, organizado além das fronteiras geográficas, confrontou materialidades, convívios pessoais e diferentes atores. A discussão demostra que o caso abriu espaço para o fortalecimento de novas redes colaborativas dentro do processo de produção urbana.

Downloads

Publicado

2022-08-22