Reflexões sobre a atuação governamental na promoção da segurança pública

Autores

  • Betânia Peixoto
  • Letícia Godinho de Souza
  • Eduardo Cerqueira Batitucci
  • Marcus Vinicius Gonçalves da Cruz

Palavras-chave:

segurança pública, Belo Horizonte, criminalidade, política de segurança pública, revisão da literatura

Resumo

Belo Horizonte apresentou, no início dos anos 2000, um acentuado crescimento da criminalidade. Entre 1997-2003, houve crescimento de 300% nos crimes violentos contra patrimônio e de 250% nos homicídios. As principais medidas de enfrentamento do problema começam em 2003 e se concentram, segundo a literatura, em ações que partem do governo do estado. Este artigo sistematiza a discussão acadêmica que levanta os diferentes mecanismos de redução da criminalidade entre 2003 e 2010. Observou-se um consenso de que o governo estadual seria o principal ator desse processo; por outro lado, identificamos diferentes hipóteses acerca das ações que teriam propiciado essa redução. Nosso objetivo foi identificar as divergências, bem como analisar criticamente a produção acadêmica, com vistas a contribuir para discussões posteriores.

Biografia do Autor

Betânia Peixoto

Doutora em Economia. Fundação João Pinheiro, Centro de Estudos em Políticas Públicas, Núcleo de Estudos em Segurança Pública. Minas Gerais, Brasil.

Letícia Godinho de Souza

Mestre em Ciência Política. Fundação João Pinheiro, Escola de Governo e Núcleo de Estudos em Segurança Pública. Minas Gerais, Brasil.

Eduardo Cerqueira Batitucci

Doutor em Sociologia. Fundação João Pinheiro, Centro de Estudos em Políticas Públicas, Núcleo de Estudos em Segurança Pública. Minas Gerais, Brasil.

Marcus Vinicius Gonçalves da Cruz

Doutor em Administração. Fundação João Pinheiro, Centro de Estudos em Políticas Públicas, Núcleo de Estudos em Segurança Pública. Minas Gerais, Brasil.

Downloads