O memorial como instrumento pedagógico na formação de professores

Clara B. Mindal

Resumo


O artigo analisa possibilidades e limites do uso de memoriais como instrumentos pedagógicos nos processos de formação inicial e continuada de professores. Define o memorial como registro escrito que abarca uma parte da vida da pessoa que o redige. O memorial resgata lembrabças educacionais do passado remoto e recente e permite compartilha-las de modo crítico com colegas e outros professores. Refletir sobre seu conteúdo pode levar a novas interpretações e significados. Com base na diferenciação feita por Benjamin entre narrativa e informação, o artigo discute o caráter formador do memorial derivado de sua natureza de instrumento reflexivo e narrativo, afirmando que, na experiência de compartilhar seus memoriais, professores transcendendem a vivência individual e solitária de sala de aula criando experiência humanda coletiva.


Palavras-chave


narrativa; memorial; formação de professore

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.