ECOS DE 1922

O MODERNISMO PARAENSE NO SISTEMA LITERÁRIO BRASILEIRO

Autores

  • Fernando de Moraes Gebra Universidade Federal da Fronteira Sul

DOI:

https://doi.org/10.23925/2176-2767.2022v73p44-71

Palavras-chave:

Literatura paranaense, Modernismo, Sistema literário, Subsistema regional

Resumo

Centrado nas discussões acerca do sistema literário nacional, proposto por Antonio Candido, e dos subsistemas regionais ou arquipélagos culturais, o presente estudo realiza-se, tendo em vista uma visão panorâmica da literatura produzida no Pará, sobretudo quando o subsistema literário começa a se consolidar, ao redor de revistas e suplementos literários, de que participaram autores como Bruno de Menezes (1893-1963), Dalcídio Jurandir (1909-1979) e Max Martins (1926-2009), cujas produções, embora marcadas por linguagem, temática e estilo peculiares, são aproximadas de autores nacionais canônicos do movimento modernista. Verifica-se, pois, na Amazônia paraense, os elementos diferenciadores e integradores da produção literária regional à literatura modernista nacional.

Biografia do Autor

Fernando de Moraes Gebra, Universidade Federal da Fronteira Sul

Colegiado de Letras, área de Teoria Literária e Literaturas de Língua Portuguesa; Colegiado do Mestrado em Estudos Linguísticos, área de Práticas Discursivas e Subjetividades.

Referências

ANDRADE, M. O movimento modernista. In: ______. Aspectos da literatura brasileira. 6ª ed. Belo Horizonte: Itatiaia, 2002. pp. 253-280.

ANDRADE, M. O turista aprendiz; estabelecimento de texto, introdução e notas de Telê Porto Ancona Lopez. São Paulo: Duas Cidades, Secretaria da Cultura, Ciência e Tecnologia, 1976.

BOGÉA, J. A. ABC de Bruno de Menezes. O operário do verso. Belém: Ed. Universitária/UFPA, 1992.

BOGÉA, J. A. Há setenta anos, rufa o batuque. In: Diário, 26 mar. 2001, p. 3.

BOSI, A. História concisa da literatura brasileira. 35ª Ed. São Paulo: Cultrix, 1994.

CANDIDO, A. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos 1750-1880. 11ª ed. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2007.

CANDIDO, A. Crítica e sociologia. In: ______. Literatura e sociedade: estudos de teoria e história literária. 3.ed rev. São Paulo: Nacional, 1973. pp. 3-15.

CANDIDO, A. Literatura e subdesenvolvimento. In: ______. A educação pela noite & outros ensaios. 3ª ed. São Paulo: Ática, 2003. pp. 140-162.

CASTRO, A. Os 100 anos jovens e vitais de Bruno de Menezes. In: A Província do Pará, 2º Caderno, 21. mar. 1993.

COELHO, M. O. O grupo dos novos: memórias literárias de Belém do Pará. Belém: EDUFPA, 2005.

CORRÊA, P. M. Um olhar sobre Belém do Grão-Pará, de Dalcídio Jurandir. Belém: Instituto de Artes do Pará, 2008.

COUTINHO, A. Conceito de literatura brasileira. 2ª ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

FERNANDES, F. Mário de Andrade e o folclore brasileiro. In: Revista do Arquivo Municipal. V. 198. São Paulo, 1990. pp. 135-158.

GEBRA, F. M. Identidades intersubjetivas em contos de Mário de Andrade. Doutorado, UFPR, Curitiba, Brasil, 2009.

HARDMAN, F. F. A vida literária numa metrópole moderna: Um roteiro documental. In: COELHO, M. O. O grupo dos novos: memórias literárias de Belém do Pará. Belém: EDUFPA, 2005. pp. 11-2.

INOJOSA, J. Modernismo no Pará. In: ROCHA, A. et al. Bruno de Menezes ou a sutileza da transição. Belém: CEJUP, 1994. pp. 109-133.

LAFETÁ, J. L. Figuração da intimidade: imagens na poesia de Mário de Andrade. São Paulo: Martins Fontes, 1986.

LAFETÁ, J. L. 1930: A crítica e o modernismo. São Paulo: Duas cidades, 1974.

MARTINS, M. Para ter onde ir. São Paulo: A. Massi e M. Ohno Editor, 1992.

MARTINS, M. Poemas reunidos: 1952-2001. Belém: EDUFPA, 2001.

MENEZES, B. Batuque. 7ª ed. Belém: [s.n], 2005.

MENEZES, B. Obras completas de Bruno de Menezes. Belém: Secretaria Estadual de Cultura, 1993. (Coleção Lendo o Pará). pp. 502-503.

MORAES, E. J. Mário de Andrade: Retrato do Brasil. In: BERRIEL, C. E. (org.). Mário de Andrade hoje. São Paulo: Ensaio, 1990. pp. 67-102.

MORAIS, N. O africanismo de Bruno de Menezes. In: MENEZES, B. Batuque. 7ª ed. Belém, [s.n.], 2005. pp. 89-96.

NUNES, B. Max Martins, Mestre-aprendiz. In: MARTINS, M. Poemas reunidos: 1952-2001. Belém: EDUFPA, 2001. pp. 19-45.

PRESSLER, G. K. Romantismo na Amazônia? Disponível em: http://docplayer.com.br/7498369-Romantismo-na-amazonia.html Acesso: 15/10/2021.

ROCHA, A. Bruno de Menezes: traços biográficos. In: ROCHA, A. et al. Bruno de Menezes ou a sutileza da transição. Belém: CEJUP, 1994. pp. 7-36.

SALLES, V. Vocabulário crioulo: Contribuição do negro ao falar regional amazônico. Belém: IAP, 2003.

Downloads

Publicado

2022-05-01