BIBLIOTHECA MUNDI: LIVROS DE VIAGEM E HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA COMO ESPELHOS DA NAÇÃO

Amilcar Torrão Filho

Resumo


Este artigo trata das formas como a Literatura de Viagem foi incorporada à historiografia brasileira, dando-lhe inúmeras imagens das cidades luso-brasileiras, servindo como um espelho de alteridade, que de um lado construía a identidade do viajante europeu pela inversão de sua civilização descrita na barbárie luso-brasileira; de outro, dando uma visão estrangeira, supostamente neutra, à historiografia, bem como um método histórico, por meio do texto de Von Martius, Como se deve escrever a história do Brasil.

Palavras-chave


Viajantes; Literatura de Viagem; Historiografia; Alteridade

Texto completo:

PDF


________________________________________________________________________________________________________

Apoio:

 

Projeto História está indexada em: