DA SOCIEDADE POLÍTICA À SOCIEDADE CIVIL: A PRESENÇA PÚBLICA DA IGREJA CATÓLICA BRASILEIRA NUM PERÍODO DE INSTABILIDADE POLÍTICA (1952-2004)

Autores

  • Juan Cruz Esquivel

Palavras-chave:

Igreja Católica, Estado, sociedade civil, Vaticano – mudança, Brasil.

Resumo

Este artigo propõe-se desvendar o modus operandi da Igreja Católica diante do poder político e da sociedade civil, num contexto de ruptura e de restabelecimento do regime democrático. A rememoração dos traços duradouros que definiram as relações entre o campo católico e o político ao longo da história proporcionam sólidos elementos de referência para a elucidação de uma nova modalidade de presença pública da Igreja, projetada desde a conformação da Conferência Episcopal, em 1952, mas materializada no decorrer do processo militar iniciado em 1964. Entretanto, a linha teológico-pastoral assumida pelo Vaticano a partir da ascensão de João Paulo II, em 1978, colocou sinais de interrogação na continuidade deste perfil episcopal.

Biografia do Autor

Juan Cruz Esquivel

Pontifícia Universidade Católica – PUC-SP; Fapesp.

Downloads