VARIAÇÃO PROSÓDICA MINEIRA NO ÂMBITO DO PROJETO AMPER-POR

Leandra Batista ANTUNES, Adriana Nascimento BODOLAY

Resumo


Este estudo objetiva investigar a variação prosódica no estado de Minas Gerais, no falar de quatro cidades, a fim de caracterizar a prosódia nelas utilizada e de verificar se há diferenças prosódicas tanto quanto são atestadas diferenças segmentais nos falares mineiros. Para isso, foram gravadas sentenças de acordo com a metodologia do Projeto AMPER; destas, foram estudadas sentenças declarativas e interrogativas totais com final paroxítono por meio de medidas de frequência fundamental, intensidade e duração. Os dados prosódicos analisados foram semelhantes nas quatro cidades, mostrando que a prosódia não parece ser um fator primordial para distinção dialetal em Minas.


Palavras-chave


Projeto AMPER; falares mineiros; variação prosódica; prosódia de declarativas e interrogativas.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Intercâmbio está indexada em:

       

Catálogo de Bibliotecas:

ISSN 2237-759X

A Intercâmbio e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/intercambio. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/intercambio.