O horror como performance da morte: José Mojica Marins e a tradição do Grand Guignol

Lucio De Franciscis dos Reis Piedade, Laura Loguercio Canepa

Resumo


O artigo analisa aspectos da trilogia de Zé do Caixão, dirigida por José Mojica Marins (composta pelos filmes À meia-noite levarei sua alma, 1964; Esta noite encarnarei no teu cadáver, 1967; Encarnação do Demônio, 2008), sob a perspectiva da encenação do horror originada na tradição do teatro francês do Grand Guignol (1897-1962). Discute-se, também, como os elementos gráficos do horror foram inseridos e reciclados nesses filmes, conforme mudanças de paradigmas do gênero no cenário internacional desde os anos 1960.

Palavras-chave


Cinema brasileiro; Cinema de horror; Grand Guignol; Torture porn; José Mojica Marins;

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM