Meios-fonte nas páginas de internacional de O Estado de S. Paulo

Angela Zamin

Resumo


Na produção jornalística, a objetivação de cada acontecimento envolve um conflito de perspectivas entre jornalistas e fontes pela definição do presente que nos cerca. Esses combates se estabelecem no discursivo, em meio a controles e pressões sociais pelo que dizer e como dizer, sendo conformados no interior de uma rede informativa estabelecida a partir de prioridades sobre as quais se concentram os esforços informativos de cada meio. Este artigo aborda o uso de outros meios (jornais, rádios, TVs) pelo jornal O Estado de S. Paulo como fontes na significação da crise diplomática entre Colômbia e Equador, no período de março de 2008 a agosto de 2009. Orienta-se por um debate acerca das implicações do emprego de meios-fonte na produção jornalística que versa sobre ocorrências internacionais. Para a análise serve de base um corpus de 307 peças da editoria de Internacional.

Palavras-chave


jornalismo; fontes; rede informativa

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM