Psicologia e Direitos Humanos: cursos e percursos comuns

Cássia Maria Rosato

Resumo


O presente artigo aborda o encontro entre a Psicologia e os Direitos Humanos no Brasil. Para tanto, é feito um preâmbulo sobre a criação do curso de Psicologia no país, seu respectivo contexto sócio-histórico e o lugar desse novo profissional. Alguns aspectos teóricos e relativos à prática psicológica são problematizados. Ao mesmo tempo, é abordado o momento de revisão e transformação pelo qual passou a Psicologia, assim como sua pluralidade epistemológica. Em seguida, é elaborado um panorama sobre Direitos Humanos, sua criação e seu surgimento no cenário mundial. Também são apresentados seus princípios fundamentais e a concepção contemporânea de Direitos Humanos. Questões relativas a como os Direitos Humanos surgiram na realidade brasileira são brevemente introduzidos. Posteriormente, são abordados os pontos de convergência entre esses dois campos, com o objetivo de demonstrar e ratificar a proximidade existente entre Psicologia e Direitos Humanos. Por fim, evidenciar a importância desse diálogo para qualificar ainda mais a Psicologia, como ciência e profissão.

Em relação a esse trabalho, trata-se de um desdobramento da dissertação junto à UFPE. Vale salientar, no entanto, que esse artigo aborda questões adjacentes ao projeto de pesquisa e não seu eixo central.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: