Movimento estudantil e lutas sociais na década de 60: a experiência do Cordobazo argentino (1969)

Gabriel Teles

Resumo


Este artigo analisa o enfrentamento estudantil no Cordobazo na Argentina, em maio de 1969, à luz das lutas sociais que eclodiram mundialmente no final da década de 60 no contexto de crise planetária de acumulação de capital.  A análise do contexto social e político dos conflitos da década de 60 estará assentada na teoria dos regimes de acumulação, que traz um rico panorama da situação global do capitalismo e seus conflitos oriundos da luta de classes e grupos sociais. Já a interpretação dos acontecimentos estudantis na década de 60 estará estruturada em ampla bibliografia e documentos históricos sobre o tema (o Cordobazo) – produzidos pelos próprios estudantes argentinos e pela imprensa local da época.

Palavras-chave


Cordobazo; Argentino; Movimento Estudantil; América Latina

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Lutas Sociais
Revista do Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais (NEILS)
Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais – PUC/SP
Ministro Godói, 969 - 4º andar – Perdizes
CEP: 05015-001 - São Paulo - SP - Brasil
Fone/Fax: (+55 11) 3670-8517

Lutas Sociais está indexada em: