Intervenções para o TDAH infanto-juvenil que incluem pais como parte do tratamento

Lao Tse Maria Bertoldo, Luan Paris Feijó, Silvia Pereira da Cruz Benetti

Resumo


O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é um diagnóstico frequente em crianças em idade escolar e exige atenção para as consequências no desenvolvimento infantil. Existem diversas linhas de tratamento para o transtorno, especialmente a medicamentosa e a psicossocial. Entretanto, evidências atuais sugerem que a presença de TDAH em crianças pode estar associada a disfuncionalidades na família, relações entre pais e filhos, psicopatologia parental e diminuição da autoeficácia parental. Este artigo de revisão teórica investigou intervenções relacionadas à inclusão de pais como parte do tratamento da criança com TDAH. A literatura analisada relacionou-se a opção e adesão dos pais ao tratamento; estudos que investigaram a eficácia para intervenções com pais como alternativa de tratamento do TDAH nos filhos; e sobre barreiras e acessos às intervenções que os incluem como parte do tratamento da criança com TDAH. Existem significativas evidências de que a inclusão dos pais no tratamento da criança com TDAH traz benefícios para pais e crianças. Pais adquirem habilidades em relação ao conhecimento e manejo do transtorno e aprendem a auxiliar a criança em relação a diferentes aspectos diminuindo sintomas, favorecendo o desenvolvimento infantil e melhorando relações entre pais e filhos.

Palavras-chave


Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade; Relações Pais-Filho; Terapêutica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2594-3871.2018v27i2p427-452

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2018 Psicologia Revista. Revista da Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde. ISSN 1413-4063

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: