Psicologia “do esporte” ou “da performance humana”? Explorando contextos não esportivos e suas implicações teórico-práticas

Mikael Almeida Corrêa, Maurício Pinto Marques, Ana Cristina Garcia Dias

Resumo


Historicamente, a Psicologia do Esporte e do Exercício esteve majoritariamente direcionada aos esportes organizados. No entanto, há psicólogos do esporte que adaptam as técnicas e conceitos desta área a demais contextos da performance humana, o que exige uma melhor compreensão sobre as implicações teórico-práticas destas iniciativas. O objetivo deste artigo é apresentar uma análise crítica sobre esta tendência, baseada em estudos teóricos e empíricos sobre Psicologia da Performance. O conceito de Psicologia da Performance pode representar uma unidade existente entre as pesquisas e intervenções direcionadas a diversas atividades humanas. Ao expandir seu escopo, a Psicologia do Esporte dá origem a uma Psicologia da Performance, auxiliando diferentes grupos de pessoas que atuam rotineiramente na busca por níveis máximos de desempenho. Através de uma análise temática de documentos-semente sobre o tema, identificou-se que os principais setores para estas aplicações são: (1) o desenvolvimento pessoal; (2) o mundo empresarial; (3) o mundo artístico; e (4) as forças armadas. Compreender como essa área está se constituindo e os contextos de sua aplicação pode contribuir para a ampliação do campo de trabalho do psicólogo do esporte e para a expansão da psicologia do esporte, especialmente no contexto brasileiro.


Palavras-chave


Psicologia do esporte; Psicologia da Performance; Prática profissional; Inovação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2594-3871.2019v28i2p395-420

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Psicologia Revista

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: