Poderes visíveis e invisíveis na sátira medieval

Graça Videira Lopes

Resumo


Partindo de uma breve discussão das relações entre Literatura e História, que toma como base um curto texto do escritor e historiador oitocentista Alexandre Herculano, este artigo debruça-se sobre a questão da poesia como fonte histórica, particulamente no que diz respeito à Cultura e Mentalidades. Como exemplo concreto, o artigo centra-se nas cantigas satíricas dos trovadores medievais, e, no interior deste vasto conjunto, nas cantigas que abordam os poderes do invisível (práticas de feitiçaria ou práticas religiosas), com particular destaque para sete cantigas que “dizem mal” de Deus.

Palavras-chave


Literatura e História; Sátira; Poesia Medieval

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.