Pantanal na visão da mídia: da inexistência ao paraíso: uma abordagem sobre as inter-relações do meio e da produção cultural

Rosiney Bigatão

Resumo


A partir da História, das Teorias da Cultura e da Comunicação, esse artigo tenta entender como o Pantanal passou de lugar inexistente ao paraíso. A análise parte do vazio na história oficial que encobria a fronteira oeste, como se nada existisse além da linha do Tratado de Tordesilhas; passa pelas narrativas feitas pelos que cruzavam seus rios e áreas alagadas nos séculos XVI e XVII; busca informações nas descrições que o configuram como ilha, pântano, mar; e chega ao século XXI, quando ainda é visto de forma dicotômica pela mídia, num olhar muito semelhante ao dos visitantes de 300 anos atrás. A partir do estudo dessa produção pode-se pinçar traços que apontam para as primeiras mestiçagens na cultura do Pantanal, até as mais recentes.

Palavras-chave


Pantanal; Mestiçagem; Mídia; Teorias da Cultura e da Comunicação

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.