Aritmética escolar norte-americana e francesa para o ensino primário brasileiro no ano de 1883
Arithmetic school American and French for primary education brazilian in 1883

Marcus Aldenisson de Oliveira, Ilka Miglio Mesquita, Ester Fraga Vilas-Bôas Carvalho do Nascimento

Resumo


O artigo foca os padrões norte-americano e francêspara o ensino de Aritmética em escolas primárias brasileiras em 1883. De formaespecífica, realiza-se um estudo comparativo entre a obra didática Aritmética ElementarIlustrada, de Trajano e o livro escolar Método para aprender a contar comsegurança e facilidade, de Condorcet. Interessa saber: Como as obras de Trajanoe do marquês de Condorcet propuseram o ensino de Aritmética para as escolas primáriasbrasileiras? Coloca-se ainda, como objetivo, descortinar as propostasnorte-americana e francesa para o ensino de Aritmética. Como resultado, o textorevelou que esses sujeitos prescreveram normas que regeram a rubrica escolarmatemática, mostrando que o ensino de Aritmética em 1883 se deu de dois modos:decorativo e intuitivo.

 

The article focuses the patterns American and French standards for teaching Arithmetic in brazilian primary schools in 1883. Specifically, we make a comparative study between the didactic work Illustrated Elementary Arithmetic of Trajan and the textbook method to learn to rely on security and ease of Condorcet. Question arises: How do the works of Trajano and the Marquis de Condorcet proposed teaching arithmetic to brazilian primary schools? It also puts the objective to unveil the proposed North American and French for teaching Arithmetic. As a result, the text revealed that these subjects prescribed rules which governed the heading of primary school mathematics course, proposing the teaching of arithmetic in brazilian schools 1883 in two ways: decorative and intuitive.



Palavras-chave


Aritmética primária; Condorcet; Trajano

Texto completo:

PDF

Referências


BASTOS, Maria Helena Camara (2005). A educação como espetáculo. In: STEPHANOU, Maria e BASTOS, Maria Helena Camara (orgs.) História e memória da educação no Brasil, vol. II: Século XIX. Petrópolis, RJ: Vozes, (p. 116-131).

_______. (2013) Método intuitivo e lições de coisas por Ferdinand Buisson. Revista História da Educação. Porto Alegre, v. 17, n. 39, Jan./abr, (p. 231-253).

CARVALHO. Luís Miguel (2009). Sobre a circulação do conhecimento educacional: três incursões. In: do Ó, Jorge Ramos e CARVALHO. Luís Miguel (Orgs). Emergência e circulação do conhecimento psicopedagógico moderno (1880-1960). Universidade de Lisboa/Portugal.

CHARTIER, Roger (1990). A História Cultural: entre práticas e representações. Tradução Maria Manuela Galhardo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

_______. (1995) Cultura popular: revisando um conceito historiográfico. Revista Estudos Históricos. Rio de Janeiro, vol. 8, nº 16, (p.179-192).

_______. (2002) Do palco à página: publicar teatro e ler romances na época moderna (séculos XVI – XVIII). Tradução de Bruno Feitler. – Rio de Janeiro: Casa da Palavra.

CONDORCET, Marie-Jean-Antoine-Nicolas Caritas (1883). Methodo para aprender a contar com segurança e facilidade. Rio de Janeiro: Livraria Nicolau – Alves.

GALVÃO, Ana Maria de Oliveira (2000). Ler/ouvir folhetos de cordel em Pernambuco (1930-1950). Tese doutorado em Educação. Faculdade de Educação da UFMG.

HILSDORF, Maria Lucia Spedo (2007). História da Educação: leituras. – São Paulo: Thompson Learning.

LE GOFF, Jacques (1994). “História (17-166) e Documento/monumento (535-549)”. In: História e memória: tradução Bernardo Leitão. – 3.ed.- Campinas, SP: Editora da UNICAMP.

LORENZ, Karl. M. (s/d) A influência francesa no ensino de ciências e matemática na escola secundária brasileira do século XIX, (p.1-10).

MACHADO, Maria Critina Gome (2005). O Decreto de Leôncio de Carvalho e os Pareceres de Rui Barbosa em debate – A criação da escola para o povo no Brasil no século XX. In: STEPHANOU, Maria e BASTOS, Maria Helena Camara (Orgs.) História e memória da educação no Brasil, vol. II: Século XIX. Petrópolis, RJ: Vozes, (p. 91-103).

OLIVEIRA, Marcus Aldenisson de (2013). Antonio Bandeira Trajano e o método intuitivo para o ensino de Artimética (1879-1954). Dissertação de mestrado em Educação. Aracaju/SE: Programa de Pós-Graduação em Educação, UNIT.

SAMARA, Eni de Mesquita e TUPY, Ismênia Spínola Silveira Truzzi (2010). História & documento e metodologia de pesquisa. – 2. ed. – Belo Horizonte: Autêntica Editora.

SOUZA, Rosa Fátima de; VALDEMARIN, Vera Teresa e ALMEIDA, Jane Soares de (1998). O legado educacional do século XIX. Araraquara: UNESP – Faculdade de Ciências e Letras.

TEIVE, Gladys Mary Ghizoni (2008). Uma vez normalista, sempre normalista: cultura escolar e produção de um habitus pedagógico – (Escola Normal Catarinense – 1911 – 1935) – Florianópolis: Insular.

TRAJANO, Antonio Bandeira (1936). Arithmetica elementar ilustrada: ensino teórico e prático. 109ª edição. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves.

¬VALDEMARIN, Vera Teresa (2004). Estudando as lições de coisas: a análise dos fundamentos filosóficos do Método de Ensino Intuitivo. Campinas – São Paulo: Autores Associados.

_______. (2010) História dos métodos e materiais de ensino: a escola nova e seus modos de uso. – São Paulo: Editora Cordez.

_______. TAIVE, Gladys Mary Ghizoni e HANDAM, Juliana Cesário (2013). Modernidade Metodológica e Pedagógica: apropriações do método de ensino intuitivo nas reformas da instrução pública de Minas Gerais, Santa Catarina e São Paulo (1906-1920): ideias e práticas em movimento. In: SOUZA, R. F. de; SILVA, V. L. G. da e SÁ, E. F. de (Orgs). Por uma teoria e uma história da escola primária no Brasil: investigações comparadas sobre a escola graduada (1870-1930). – Cuiabá: EdUFMT.

VALENTE, Wagner Rodrigues (2013). Do ensino ativo para a escola ativa: Lourenço filho e o material de Parker para a Aritmética do curso primário. In: 36ª Reunião Nacional da ANPEd (2013), Anais eletrônico http://36reuniao.anped.org.br/pdfs_trabalhos_aprovados/gt02_trabalhos_pdfs/gt02_2746_texto.pdf>, acessado em 25 outubro de 2013.

ZUIN, Elenice de Souza Lodron (2011). “O Sistema métrico decimal em um beste seller de António Trajano”. In: XII Conferência Interamericana de Educação Matemática. Anais (CD-ROM), Recife.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA