A recusa do fácil como experiência estética na poesia de Frederico Barbosa

Susanna Busatto

Resumo


Esta reflexão tem como objetivo trilhar a poesia de Frederico Barbosa, em termos da sua experiência poética como recusa do fácil. As dimensões do vazio, do quase e do nada são aqui objeto de investigação, uma vez que fazem parte de um estilo expressivo que constrói a estrutura do poema. A utopia do poema estaria no desvio do fácil por via de uma trajetória de recusa que se resolve na linguagem por meio de estratégias lingüísticas que mimetizam a produção ou o trajeto desse desvio.

Palavras-chave


Frederico Barbosa; poesia contemporânea; vazio; nada

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em: