A Hi-Vision do Japão: mudança de paradigma técnico ou estético?

Almir Rosa

Resumo


No Japão, a transmissão em HDTV tem uma história de quase quatro décadas com a
criação de uma tecnologia chamada Hi-Vision e seu sistema MUSE, que apresenta pequenas
diferenças em relação aos outros dois sistemas mundiais, o europeu, HD-MAC, e
o americano, ATV. O que tem mais visibilidade nesse campo é o fato de que a HDTV traz
em si paradigmas técnicos que mexem com a qualidade da imagem. O que não se vê
muito, no entanto, é o alinhamento entre os paradigmas técnicos e estéticos. Isto é,
fatos que mostrem mudanças na linguagem da programação de televisão trazidas pela
mudança tecnológica. Por isso, o que faço neste texto não é simplesmente destacar a
tecnologia de HDTV desenvolvida pelo Japão, e sim entender o casamento entre técnica
e estética na geração do produto televisivo. Ou seja, a partir de um programa gerado
pela NHK, rede pública de televisão japonesa, abordo a influência dessa nova tecnologia
na criação artí­stica e técnica de TV. Tomando mão das teorias da semiótica da cultura,
pensada a partir dos pressupostos da Escola de Tártu, verifico se há e onde há processos
que podem ser entendidos como sistema modelizante e em que modelos artí­sticos da
cultura japonesa eles se apóiam.
Palavras-chave HDTV, hi-vision, sistema modelizante, semiótica da cultura, tv japonesa
Abstract In Japan, the transmission in HDTV has a history of almost four decades, with the
creation of a technology termed Hi-Vision, and its MUSE system, which presents small
differences in relation to another two world systems, the European, HD-MAC, and the
American, ATV. The most visible aspect in this field is the fact that the HDTV brings in
itself technical paradigms which affects with the quality of the image. What is not
commonly found, however, is the alignment between the technical and aesthetic
paradigms, that is, facts that show changes in the language of television programs
brought by the technological change. For that reason, what I do in this text is not to
simply highlight the technology of HDTV developed by the Japanese, but to understand
the match between technics and aesthetics in the making of television product. That is,
starting from a program created by NHK, Japanese public television broadcasting, I deal
with the influence of this new technology in the artistic and technical creation for TV.
Borrowing from the theories of Semiotics of Culture, which I had thought out from the
principles of the Tartu-School, I verify where there are, if there are, processes that can
be understood as modeling system and in which artistic models of the Japanese culture
they are supported.
Key words HDTV hi-vision modeling system semiotics of culture, japanese TV,

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM