A Incapacidade Final: Peirce sobre Intuição e Continuidade da Mente e Matéria (Parte 2)

Robert Lane

Resumo


Este é o segundo de dois artigos que examinam a recusa de Charles Peirce de que o ser humano possui uma faculdade de intuição. No primeiro artigo, afirmei que, em seu aspecto metafísico, a recusa de Peirce da intuição chega-se à doutrina de que não há fronteira determinada entre o mundo interno do sujeito cognoscente e o mundo externo que o sujeito conhece. Neste artigo, afirmo que o "idealismo objetivo" da série cosmológica de 1890 de Peirce é um plano mais geral do aspecto metafísico de sua primeira negação da intuição. Também considero que Peirce continuou a recusar uma fronteira definida entre os mundos interno e externos anos após as séries cosmológicas.

Palavras-chave


Charles Peirce; Intuição; Cognição; Generalidade; Indeterminação; Continuidade; Idealismo Objetivo

Texto completo:

PDF (English)

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.