UM DISCURSO SOBRE AS TECNOLOGIAS DIGITAIS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA

Tiago Dziekaniak Figueiredo, Juliana Leal Salmasio, Victor Ferreira Ragoni

Resumo


O trabalho é fruto de uma pesquisa desenvolvida pelo Grupo de Pesquisa Tecnologias na Educação Matemática, realizada com 9 alunos do curso licenciatura em matemática da Universidade Federal da Grande Dourados – UFGD, buscando identificar qual a compreensão destes sobre o uso das tecnologias digitais como recurso pedagógico. De cunho qualitativo, a pesquisa foi feita mediante o envio de um questionário eletrônico aos sujeitos e encontramos no Discurso do Sujeito Coletivo (DSC) uma proposta de análise. Na análise, é possível compreender que os alunos pouco se sentem preparados para a futura prática docente utilizando as tecnologias digitais, visto que somente a formação acadêmica não tem suprido suas necessidades, ao mesmo tempo que expressam o desejo de usufruir destas ferramentas em suas futuras práticas docentes de maneira a somar e favorecer o processo de aprendizagem dos alunos. 


Palavras-chave


Formação de Professores; Discurso do Sujeito Coletivo; Tecnologias Digitais

Texto completo:

PDF

Referências


FIGUEIREDO, T. D. (2015). Os professores de matemática e as tecnologias digitais: uma cultura docente em ação. 2015. 90p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: química da vida e saúde, Universidade Federal do Rio Grande – FURG, Rio Grande/RS.

LANKSHEAR, C.; KNOBEL, M. (2008). Pesquisa pedagógica: do projeto à implementação. Porto Alegre: Artmed.

LEFÈVRE, F.; LEFÈVRE, A. M. (2005a). Discurso do Sujeito Coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualiquantitativa (Desdobramentos). 2. ed. Caxias do Sul, RS: Educs. 256 p. (Coleção Diálogos).

__________. (2005b). Depoimentos e discursos: uma proposta de análise em pesquisa social. Brasília: Líber Livro Editora.

__________. (2010). Pesquisa de representação social: um enfoque qualiquantitativo: a metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo. Brasília: Líber Livro Editora.

__________. (2000). Os novos instrumentos no contexto da pesquisa qualitativa. In: LEFÈVRE, F; LEFÈVRE, A. M. C; TEIXEIRA. J. J. V. (Org.). O discurso do sujeito coletivo: uma nova abordagem metodológica em pesquisa qualitativa. Caxias do Sul, RS: Educs. p. 11-36.

LÉVY, P. (1999). Cibercultura. Rio de Janeiro: Editora 34.

MATURANA, H.(2014). A ontologia da realidade. 4. Ed. Belo Horizonte, MG: Editora UFMG.

__________. (1993). Uma nova concepção de aprendizagem. In: Dois pontos, v. 2, no 15.

OROFINO M. I. (2005). Mídias e educação escolar: pedagogia dos meios, participação e visibilidade. São Paulo: Cortez.

RODRIGUES, S. C. (2007). Rede de conversação virtual: engendramento coletivo-singular na formação de professores. 2007. 150p. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

TARDIF, M. (2014). Saberes docentes e formação profissional. 16. ed. Petrópolis, RJ: Vozes.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Ensino da Matemática em Debate (ISSN 2358-4122)

Indexadores:

      

  


Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional