A INTEGRAÇÃO DOS RECURSOS LIVRO DIDÁTICO E GEOGEBRA: uma análise da tarefa classificação de triângulos na formação inicial do professor de matemática

Edileide dos Santos Alves, Cibelle de Fátima Castro de Assis

Resumo


Este artigo tem o objetivo discutir a integração dos recursos Geogebra e livro didático considerando uma proposta de ensino sobre classificação de triângulos quanto aos lados e ângulos. Trata-se de uma análise realizada resultado do Trabalho de Conclusão de Curso – TCC desenvolvido pela primeira autora, licencianda em Matemática, sob a orientação da segunda autora. Como perspectiva teórica e metodológica, foi utilizada a Abordagem Documental do Didático como referencial. Os dados analisados foram o livro didático adotado, a tarefa elaborada, as construções realizadas com o Geogebra, além da reflexão da própria licencianda sobre esse processo. Nossos resultados revelaram que na análise da tarefa existiram potencialidades e limitações associadas ao livro, ao Geogebra e às partes desses recursos. Ainda, observamos como este estudo revelou aspectos que iluminam uma formação de professores de matemática centrada no desenvolvimento de competências profissionais que estão associadas ao trabalho com recursos, mas, principalmente, à sua integração. 


Palavras-chave


Recursos; Geogebra; Livro didático; Classificação de triângulos

Texto completo:

PDF

Referências


ABAR, C. & ALENCAR, S. A Gênese Instrumental na Interação com o GeoGebra: uma proposta para a formação continuada de professores de Matemática. Boletim de Educação Matemática, vol. 27, núm. 46, agosto, 2013, p. 349-365.

ADLER, J. Conceptualising resources as a theme for teacher education. Journal of Mathematics Teacher Education, 3, 2000, p. 205-224.

ALVES, E.S. A Geometria Dinâmica no Estudo e Classificação dos Triângulos: adaptando exercícios do livro didático e construindo atividades com o GeoGebra. Edição, Rio Tinto, UFPB/CCAE, 2016.

ASSIS, C. GITIRANA, V. An analysis of the engagement of preservice teachers with curriculum resources in Brazil. In: SCHUBRING, G.; FAN, L. & GIRALDO, V. (Eds.). (2017, in preparation) Proceedings of the Second International Conference on Mathematics Textbook Research and Development (ICMT2, May 7 – 11, 2017). Rio de Janeiro, Brasil: Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ.

ASSIS, C. A gênese documental na formação de professores de Matemática: interações entre o livro didático e a geometria dinâmica. In: I Simpósio Latino-Americano de Didática da Matemática, 2016. Mato Grosso do Sul. Anais. Disponível em: http://ladima.tuseon.com.br/uploads/file_manager/source/d7322ed717dedf1eb4e6e52a37ea7bcd/Trabalhos/CIBELLE%20DE%20F%C3%81TIMA%20CASTRO%20DE%20ASSIS.pdf

BELLEMAN, F. & TROUCHE, L. Compreender o trabalho do professor com os recursos de seu ensino, um questionamento didático e informático. 2016. In: I Simpósio Latino-Americano de Didática da Matemática, Mato Grosso do Sul. Anais. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0B6OphkgfrkD3eGRlSW1iVHg3YjQ/view

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: matemática. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Plano de Desenvolvimento da Educação: prova brasil/ensino fundamental/matrizes de referências/ tópicos e descritores. Brasília: MEC/SEB/INEP, 2011. 200p

GUEUDET, G. & TROUCHE, L. Du travail documentaire des enseignants: genèses, collectifs, communautés. Le cas des mathématiques. Education et didactique, Rennes, 2(3), 7-33, 2008.

GUEUDET, G. & TROUCHE, L. Towards new documentation systems for mathematics teachers? Educational Studies in Mathematics, 71(3), 199-218, 2009.

GUEUDET, G. & TROUCHE, L. Teachers’ work with Resources: Documentational Geneses and Professional Geneses. In: GUEUDET, G.; PEPIN, B. & TROUCHE, L. (Eds.). From Text to “Lived” Resources Mathematics Curriculum Materials and Teacher Development. Dordrecht: Springer, 2012, p. 23-41.

GRAVINA, M. A. Geometria dinâmica: uma nova abordagem para o aprendizado da geometria, In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, 7, 1996. Porto Alegre, Anais do VII Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, Porto Alegre, 1996.

KIERAN et al. “Researcher-Designed Resources and Their Adaptation Within Classroom Teaching Practice: Shaping Both the Implicit and the Explicit”. In: From Text to “Lived” Resources, edited by Ghislaine Gueudet et al. New York: Springer, 2012, p. 189-213.

LABORDE, C. Multiple dimensions involved in the Design of tasks taking full advantage of dynamic interactive geometry. 2008. Disponível em: http://spiem.pt/DOCS/ATAS_ENCONTROS/2008/2008_02_CLaborde.pdf.

LABORDE, C. Robust and soft constructions. In: Proceedings of the 10th Asian technology conference in mathematics. Korea: National University of Education, 2005, p. 22-35.

LEONARDO et al. Projeto Araribá: Matemática. São Paulo: Moderna, 2010. 143p.

NASCIMENTO, E. G. A. Avaliação do software GeoGebra como instrumento psicopedagógico de ensino em geometria. 2012. 112 f. Dissertação (Mestrado em Educação Brasileira) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza. 2012.

REZAT, S. Interactions of Teachers´ and Students´ Use of Mathematics Textbooks. In: GUEDET et al (eds.). From text to “Lived” Resources, Mathematics Teacher Education. 2012.

SILVA, G. H. G. d ; PENTEADO, M. G. O trabalho com geometria dinâmica em uma perspectiva investigativa. Simpósio Nacional de Ensino de Ciência e Tecnologia, 1, 1066 - 1079, 2009.

VERGNAUD, G. Teoria dos campos conceituais. In: Seminário Internacional de Educação Matemática do Rio de Janeiro, 1. Rio de Janeiro. Anais. Rio de Janeiro: UFRJ Projeto Fundão, Instituto de Matemática, 1993, p. 1-26


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Ensino da Matemática em Debate (ISSN 2358-4122)

Indexadores:

      

  


Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional