CONFIGURAÇÕES DO PRESENTE: AS ANTOLOGIAS DE POESIA E A CRÍTICA

Elisa Helena Tonon

Resumo


Este trabalho apresenta uma leitura de cinco antologias dedicadas a reunir a poesia brasileira, publicadas após a segunda metade da década de 90. Sendo a antologia um objeto que reúne autores e textos, constituído através do corte e da montagem, do acúmulo e da exclusão, ela é necessariamente procedimento crítico. Pensada como operação de leitura, como arquivo, a antologia é um dispositivo que simultaneamente reúne e interpreta, institui e conserva, como propõe Jacques Derrida. Assim, considerando que o arquivo tanto registra quanto produz o evento, analiso a leitura que as antologias nos oferecem da poesia contemporânea, apontando recorrências, embates e questões que dizem respeito não só à crítica e à poesia, mas à reflexão sobre o contemporâneo de modo geral.

Palavras-chave


poesia brasileira; antologia; arquivo; crítica; contemporâneo

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em:

Apoio: