A sobrevivência da utopia no conto Os Sobreviventes, de Caio Fernando Abreu

Geruza Zelnys de Almeida

Resumo


O artigo analisa a persistência da utopia, no conto Os sobreviventes, de Caio Fernando Abreu, a partir da sua negação ou desconstrução no discurso da personagem. Para isso, trabalhamos com a ideia de “desacordo” como princípio fundador da utopia em Szachi, a imagem utópica e heterotópica do espelho em Foucault e a leitura de Bauman e Silviano Santiago do conceito na modernidade.

Palavras-chave


Literatura; Utopia; Espelho; Caio Fernando Abreu

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em:

Apoio: