PERSPECTIVAS SOBRE VERDADE E SUJEITO NOS ROMANCES A CORTE DO NORTE E O MOSTEIRO DE AGUSTINA BESSA-LUÍS

Marcelo Brandão Mattos

Resumo


A narração como um discurso de muitas vozes, cada uma delas atrelada a um sujeito que aposta em determinada verdade. É esse o substrato de defesa deste artigo, que traz dois romances de Agustina Bessa-Luís para representar a literatura contemporânea portuguesa e seus procedimentos de dissipação e fragmentação narrativas.

Palavras-chave


Sujeito; verdade; plurivocalismo

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em:

Apoio: