Os rapazes da rua Panisperna e os centomila Majorana: os fatos e as versões literária e audiovisual

Gabriela Kvacek Betella

Resumo


Enquanto um certo romance delibera sobre os vestígios, expõe algumas teorias sobre o destino do personagem misteriosamente desaparecido, um filme de Gianni Amelio, também inspirado nos fatos, refaz outro percurso, o da história dos rapazes da rua Panisperna, evidenciando a figura enigmática de Ettore Majorana e os episódios vibrantes envolvendo alguns dos maiores físicos do mundo. Quando Leonardo Sciascia publica o romance no qual utiliza o fato real do desaparecimento de Ettore Majorana para armar o que chamou de “romance filosófico de mistério”, o público provavelmente já havia se esquecido dos intrigantes ocorrências de 1938: o jovem e brilhante físico sumiu, ao que tudo indica, voluntariamente, sem deixar provas de sua morte ou indícios confiáveis de seu paradeiro. Em 1972, Sciascia toma conhecimento de pistas misteriosas através de Erasmo Recami, considera os motivos que poderiam ter feito Majorana sair da Itália e abandonar a vida quase à maneira ficcionalizada por Pirandello.


Palavras-chave


Ettore Majorana; Leonardo Sciascia; I ragazzi di Via Panisperna; Gianni Amelio

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em:

Apoio: