a.s.a. - associação dos solitários anônimos, de Rosário Fusco: perturbadora ambiguidade

Marta Dantas da Silva

Resumo


Este ensaio aborda alguns aspectos do diálogo de a.s.a. – associação dos solitários anônimos, romance de Rosário Fusco escrito em 1967 e publicado em 2003, com o surrealismo e o naturalismo brasileiro, e, ao problematizar a apropriação desse passado literário, aponta para a indissociabilidade entre conteúdo e forma nessa obra.

Palavras-chave


Rosário Fusco; Ficção; Naturalismo brasileiro; Surrealismo; Conteúdo/forma

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em:

Apoio: