Os retornados d’as Naus antunianas: espaço e (des)pertencimento na narrativa contemporânea portuguesa

Diana Navas

Resumo


O presente estudo tem como proposta apresentar algumas considerações acerca da relação entre espaço e pertencimento presente no romance As Naus, de António Lobo Antunes. Almeja-se demonstrar como a degeneração, fragmentação e desidentificação notáveis na descrição do espaço do romance, elementos esses evidenciáveis na literatura portuguesa contemporânea pós-ditatorial, refletem um retrato da condição do homem e do mundo contemporâneo: retrato múltiplo, fragmentado, em estilhaços, cujos pedaços fazem parte de um persistente esforço de desconstrução/reconstrução na busca constante de um possível resgate de uma hipotética totalidade perdida.


Palavras-chave


Lobo Antunes; As Naus; Espaço; Fragmentação; Pertencimento

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em:

Apoio: