Caos e criação em Fernando Pessoa

José Nuno Gil

Resumo


O poema de Fernando Pessoa descreve uma experiência de tipo psicótico que se revela ser condição da própria criação literária. O poema nasce - e relata esse nascimento - da experiência de caos psíquico e existencial: crítica e clínica imbricam-se na feitura e na análise d' A Múmia. Esta leitura pretende trazer alguma inteligibilidade aos processos de criação e, em particular, à génese da heteronímia pessoana.

 


Palavras-chave


Caos; Criação; Fernando Pessoa

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em: