Lev Tolstói pelo prisma da literatura contemporânea: analise da poética dos gêneros documentais.

Elena Vassina

Resumo


RESUMO

O objetivo deste artigo é explorar a poética da literatura documental, nonfiction, e, mais especificamente,  a poética da narrativa biográfica representada nos livros The Last Station, de Jay Parini, A fuga do paraíso, de Pavel Bassínski e Retirar-se de todos: Lev Tolstói como peregrino russo, de Igor Vólguin. Todas as obras tratam dos últimos anos da vida  de Lev Tolstói e baseiam-se nos fatos reais, diários do escritor, documentos, depoimentos e memórias, tentando reduzir ao mínimo a invenção criativa. Juntos, os livros formam um único metatexto documentalístico, que integra diferentes, e às vezes opostos, pontos de vista em relação à figura magistral de Tolstói. Os fundamentos teóricos da analise do gênero da literatura documental foram construídos a partir das abordagens elaboradas pelos formalistas e semioticistas russos.


Palavras-chave


Lev Tolstói; narrativa biografica; poética

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1983-4373.2017i18p148-166

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.