Testemunho latino-americano: novas estratégias da narrativa contemporânea

Vera Bastazin, Valéria Ignácio

Resumo


A produção literária testemunhal revela, na contemporaneidade, novos procedimentos de composição que se apropriam dos dados da realidade e buscam construir ficcionalmente os fatos históricos numa perspectiva de ressignificação. Neste sentido, o presente ensaio articula as relações entre a fragilidade da memória e as interdições da verdade a partir de um recorte referenciado nas ditaduras brasileira (1964-1985) e chilena (1973-1990), tomando a novela Os visitantes (2016), de Bernardo Kucinski, e o romance Formas de voltar para casa (2014), de Alejandro Zambra. As duas obras, que inscrevem em sua linguagem a experiência literária da autoficção, permitem, como se demonstrará, articular o paradoxo entre o discurso referencial histórico e aquilo que se pode chamar de propositalmente ficcional. 


Palavras-chave


Testemunho; Autoficção; Literatura latino-americana contemporânea

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/1983-4373.2018i20p46-62

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em:

Apoio: