Literatura de infância: a fábula infantil

Maria José Palo

Resumo


Este estudo é atribuído ao tema Literatura de Infância, que aborda a fábula como a fundação do gênero infantil, e o fenômeno da palavra infantil como sua auto referência. A introdução da voz infantil no sistema de signos da língua faz da fábula a sua história na experiência de linguagem. O objetivo é situar a Voz como ponto originário da Infância da linguagem e da Ética, segundo a Teoria da Infância, de Giorgio Agamben, como meio e modo de pensá-la além da mística silenciosa que tem justificado o tempo histórico do elemento maravilhoso aplicado à narratividade infantil. A fábula infantil faz-se experiência no interior da língua de criança, algo que só a linguagem poética sustenta sob a lei da semelhança, segundo Walter Benjamin. O hiato entre a língua e a fala gera a diferença e o descontínuo do espaço em que a Voz infantil ganha a compreensão de "ser signo".

Palavras-chave


Literatura de Infância; Teoria da Infância; Fábula; Experiência da voz; Etica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1983-4373.2019i23p189-204

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 FronteiraZ. Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.