Aspectos da Clarice Lispector jornalista

Maria Isolina de Castro Soares

Resumo


RESUMO

Objetiva-se fazer, neste artigo, uma análise de produções jornalísticas de Clarice Lispector. Tendo-se destacado como uma das maiores autoras de contos e romances da literatura brasileira, a faceta de jornalista da escritora é pouco conhecida. Assinante de colunas do “universo feminino” na virada da metade do século XX, Clarice Lispector reproduz os clichês desse universo, dadas as características desse tipo de texto de propaganda não declarada de produtos de beleza, de fabricantes de tecidos e de outros produtos associados ao que era considerado preocupação das mulheres naqueles anos. Durante curto período, Clarice Lispector foi também ghost writer da atriz e modelo Ilka Soares, produzindo o mesmo tipo de texto dirigido exclusivamente às mulheres. Como entrevistadora, no entanto, a inquieta autora de textos questionadores do ser e da linguagem aparece, oferecendo ao leitor marcas reconhecíveis da elaboração textual e da construção das personagens da escritora.

 

Palavras-chave


Clarice Lispector; Jornalismo; Colunas femininas; Entrevistas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1983-4373.2020i24p182-198

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 FronteiraZ. Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em:

Apoio: