Clarice Lispector e Virginia Woolf_ Trajetos e encruzilhadas

Solange Ribeiro de Oliveira

Resumo


Descartando afinidades estilísticas, o ensaio analisa aspectos temáticos comuns à obra de Virginia Woolf e de Clarice Lispector. Como tema central, recorrente na ficção de ambas, destaca a busca de uma realidade última, inatingível. Em A Paixão segundo G.H., da escritora brasileira, e em To the Lighthouse,  da romancista inglesa, os conflitos existenciais se entrelaçam com questões de gênero, sobretudo a alegada incapacidade da mulher para a criação artística. Entretanto, as protagonistas de dois romances_ a pintora em  To the Lighthouse,  e a escultora em A paixão segundo G.H._ acabam por encontrar, na arte, a plenitude que lhes foge na vida amorosa e social.  Apesar dessa  solução, as duas artistas ilustram  a chamada “estética da castração”, permanecendo amadoras, sem jamais expor seus trabalhos.

Como suporte da argumentação, o texto evoca reflexões de filósofos e historiadores da arte a respeito da função da criação artística na vida humana.


Palavras-chave


Arte e gênero; Clarice Lispector; Virginia Woolf

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1983-4373.2019i23p124-139

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 FronteiraZ. Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em:

Apoio: