O terraço é o mundo: Vilém Flusser e o pensamento da compreensão

Jose Eugenio de Oliveira Menezes, Dimas A. Künsch

Resumo


O trabalho ocupa-se com as concepções do filósofo tcheco-brasileiro Vilém Flusser (1920- 1991) a respeito dos termos diálogo e discurso nos processos comunicativos e problematiza a forma como essas noções oferecem elementos para os estudos e práticas de compreensão. A partir da autobiografia do autor (FLUSSER, 2007), publicada com o título alemão Bodenlos (sem chão ou sem fundamento), investiga sua formação como autodidata que teceu os fios da vida e dos conhecimentos no diálogo com um conjunto de interlocutores, com onze dos quais ele conversa na obra citada. Aborda as noções de diálogo, tenso e compreensivo, com o mundo em que se habita, do ensaio como forma de expressão do pensamento e da fala e escrita como opções de engajamento. Na medida em que o objetivo de Flusser era provocar novos pensamentos e ampliar a conversação, mostra como suas concepções contribuem para uma epistemologia compreensiva no universo da Comunicação. 


Palavras-chave


comunicação; cultura; diálogo; compreensão; Vilém Flusser.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM