Fátima, o salazarismo e o colonialismo

Waldir Rampinelli

Resumo


O artigo analisa como a I República (1910-1926), em Portugal, defendeu e implementoua tese de um Estado laico e moderno. No entanto, “as aparições de Nossa Senhora deFátima” foram utilizadas pela Igreja para se contrapor às ideias liberais desse Estado e,posteriormente, Fátima apoiou o salazarismo e condenou o comunismo. A religião foi usadapara convencer as pessoas a prestar apoio ao Estado Novo (1933-1975), que por sua vezdefendeu o colonialismo no ultramar com a finalidade de expropriar suas riquezas.

Palavras-chave


Fátima; salazarismo; colonialismo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Lutas Sociais
Revista do Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais (NEILS)
Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais – PUC/SP
Ministro Godói, 969 - 4º andar – Perdizes
CEP: 05015-001 - São Paulo - SP - Brasil
Fone/Fax: (+55 11) 3670-8517

Lutas Sociais está indexada em: