A violência nazista e a materialidade de sua ideologia

Autores

  • Gustavo Carneiro da Silva Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.23925/ls.v25i46.54132

Palavras-chave:

nazismo, violência, ideologia, Nicos Poulantzas

Resumo

O trabalho tem como objetivo analisar o modo como a violência nazista se adequou à ideologia que hegemonizou a Alemanha durante o período do Terceiro Reich. Para tanto, parte principalmente das contribuições de Nicos Poulantzas a respeito tanto da conjuntura que permitiu a ascensão do nazismo como da materialidade de ideologia capitaneada por essa força política, demonstrando então como essa ideologia era concretizada pelo aparato repressivo nazista. Assim, desnuda algumas determinações que ajudam na compreensão da forma como a violência genocida do nazismo se conformou com a aliança de classes existente durante o regime, sendo esse um elemento importante do próprio aspecto popular carregado pela ideologia nazista.

Biografia do Autor

Gustavo Carneiro da Silva, Universidade de São Paulo

Mestrando em Sociologia pela Universidade de São Paulo. Especialista em Direito Penal e Criminologia pelo ICPC. Bacharel em História e Direito pela Universidade de São Paulo.

Referências

BETTELHEIM, Charles. La economía alemana bajo el nazismo. Madrid: Editorial Fundamentos, 1972.

DRUMONT, Edouard. La France juive. Paris: La Librairie Française, 1986.

EVANS, Richard. O Terceiro Reich no poder. São Paulo: Planeta do Brasil, 2011.

________. O Terceiro Reich em guerra. São Paulo: Planeta, 2012.

________. Terceiro Reich na história e na memória. São Paulo: Planeta do Brasil, 2018.

HEILBRONNER, Oded. German or Nazi Antisemitism?. In: STONE, Dan (org.). The Historiography of the Holocaust. Hampshire: Palgrave MacMillan, 2004, p. 9-23.

HILBERG, Raul. The Anatomy of the Holocaust. Nova York/Oxford: Berghahn, 2020.

HIRSCH, Joachim. Teoria materialista do Estado. Rio de Janeiro: Revan, 2010.

HOBSBAWM, Eric J.. A era dos impérios. São Paulo: Paz e Terra, 2010.

KIRCHHEIMER, Otto. State and Structure of Law in the Third Reich. In: NEUMANN, Franz; KIRCHHEIMER, Otto. The Rule of Law Under Siege. Los Angeles: University of California Press, 1996, p. 142-170.

KOGON, Eugen. The Theory and Practice of Hell. Nova York: Berkley Books, 1998.

LOSURDO, Domenico. Contra-história do Liberalismo. São Paulo: Ideias & Letras, 2006.

MUÑOZ-CONDE, Francisco. Edmund Mezger y el Derecho Penal de su Tiempo: Estudios sobre el Derecho penal en el Nacionalsocialismo. Valencia: Tirant lo Blanch, 2003.

PATNAIK, Utsa; PATNAIK, Prabhat. A Theory Of Imperialism. Nova York: Columbia University Press, 2017.

POULANTZAS, Nicos. Fascismo e Ditadura: a III Internacional face ao fascismo. Porto: Portucalense, 2v., 1972.

________. O Estado, O Poder, O Socialismo. Rio de Janeiro: Graal, 1980.

________. Poder Político e Classes Sociais. Campinas: UNICAMP, 2019.

________. Sobre o Impacto Popular do Fascismo. Cadernos CEMARX, Campinas, n. 12, p. 173-188, 2019.

RUSCHE, Georg; KIRCHHEIMER, Otto. Punição e estrutura social. Rio de Janeiro: Revan, 2004.

SOHN-RETHEL, Alfred. The Economy and Class Structure of German Fascism. Londres: Free Association Books, 1987.

TRAVERSO, Enzo. The Origins of Nazi Violence. Nova York: The New Press, 2003.

WACHSMANN, Nikolaus. Between Reform and Repression: Imprisonment in Weimar Germany. The Historical Journal, Cambridge, n. 45, p. 411-432, 2002.

ZAFFARONI, Eugenio Raul. Doutrina penal nazista. Florianópolis: Tirant lo Blanch, 2019.

Downloads

Publicado

2022-05-08