O aprender circense como experiência de ser

Eliane Regina Pereira, Kátia Maheirie

Resumo


Este artigo se propõe, a partir de uma perspectiva histórico-cultural, compreender as relações entre ensinar-aprender a arte circense e sua mediação na constituição do sujeito. Para a realização da pesquisa, foram contatados os educadores de um Circo Escola e doze aprendizes. Por meio de entrevistas e observações das aulas no picadeiro, alcançamos informações a respeito de como o aprendiz define a arte circense e a relação que estabelece com o circo e com os educadores. Os resultados apontam uma relação de ensinar-aprender que se efetiva no corpo, mas que constitui novos processos cognitivos por meio dela. Assim, o corpo aprendiz é um corpo afetado pelo encontro com o outro e tem sua potência de agir aumentada, sua possibilidade de se fazer um sujeito que aprende, a partir de sua imersão na arte circense.

Palavras-chave


arte circense; relações de ensinar-aprender; potência de ação

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.