Mudando o significado das imagens no livro de história: uma indicação do colonialismo interno

Sudhashree Girmohanta

Resumo


O livro de história indiano para a classe oito publicada pelo Conselho Nacional de pesquisa educacional e formação inclui uma infinidade de imagens, e os leitores são encorajados a olhar para estas criticamente. Há um esforço claro em ensinar a história através do visual. Esta pesquisa é principalmente preocupada com a representação das estórias históricas do povo tribal da Índia e, para tanto, analisa detalhadamente em seu capítulo quatro as histórias do povo tribal. Além disso, este artigo examina criticamente três fotos do povo tribal da Índia, tiradas por um jornalista fotográfico internacionalmente reconhecido, Sunil Janah, que foram anexadas ao capítulo quatro do livro. Este é um esforço para mostrar o contraste entre as histórias por trás das imagens em seu contexto original, com as novas histórias que as mesmas imagens retratam em um contexto muito diferente no livro didático. O significado alterado das imagens e a maneira como elas são usados no livro didático, mostra uma ignorância em contar a história das pessoas tribais em sua própria maneira. Um olhar mais atento revelará a predominância da ideologia altamente colonizada que incentiva os escritores do livro a desumanizar uma comunidade tribal indiana muito diversa e a negligenciar sua identidade ao colocá-la embaixo de um guarda-chuva de um só termo. Além disso, a mesma ideologia se revela quando o livro tenta contar suas histórias de uma forma apática e monótona.

Palavras-chave


livro de história; mentalidade colonizada; desumanização

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.5935/2175-3520.20190006

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.