Representação de TDAH em meninos diagnosticados com o transtorno

Virginia Effgem, Claudia Broetto Rossetti

Resumo


Esta pesquisa de caráter qualitativo descritivo busca investigar a representação do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) de meninos diagnosticados com o transtorno em situações por eles vividas. As principais características do TDAH são: desatenção, hiperatividade e impulsividade; sintomas que costumam afetar o desempenho acadêmico e os relacionamentos familiares e sociais dessas crianças. O diagnóstico geralmente é realizado a partir do relato dos pais e dos professores e de uma avaliação multidisciplinar na área da saúde, mas sem que se ouça a criança durante o processo. Participaram do estudo 20 meninos, com idades entre nove e 11 anos, diagnosticados com TDAH, já em tratamento. Metodologicamente, utilizou-se entrevista semiestruturada e histórias em quadrinhos como instrumentos. Como resultado, nota-se que meninos com TDAH apresentam relacionamentos de amizade positivos; cerca de 95% (n=19), tomam medicamentos para tratamento do TDAH e não possuem uma rotina organizada para suas atividades. A pesquisa nos levou a perceber que, de fato, a criança não participa ativamente do processo de diagnóstico e tratamento do TDAH em nosso meio.


Palavras-chave


TDAH; Crianças; Diagnóstico; Tratamento

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2594-3871.2017v26i2p.255-280

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2017 Psicologia Revista

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: